O VALOR DO CONHECIMENTO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O VALOR DO CONHECIMENTO

Mensagem por Gilena-Pedagoga em Qui 04 Ago 2011, 13:00

O VALOR DO CONHECIMENTO

Forum Interdisciplinar

1. ATIVIDADES DE LEITURA

O primeiro texto que você vai ler resume as histórias de vida de dois brasileiros. Leia-o atentamente e, a seguir, resolva as questões de leitura.


GILBERTO DIMENSTEIN
Ensinando a voar


Ocearense Expedito Resende, 66, coseguiu atrair a atenção mundial ao inventar um combustível para avião feito à base de óleo de babaçu, atualmente em testes avançados nos laboratórios da Boeing, acompanhados pela Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos. Mudar o jeito como os aviões voam, usando o chamado '' bioquerosene '', não seria sua mais importante descoberta.

Professor de engenharia química da Universidade Federal do Ceará, Expedito criou, nos anos 70, o biodiesel. Usando plantas comuns no Nordeste, viu que o combustível servia, sem nenhum problema, nos motores como substituto do petróleo.

Mas, na época, não havia tanta consciência ecológica, o preço do petróleo ainda não estava nas alturas e não se sabia como dar escala comercial à sua invenção. Em 1991, alemães e austríacos resolveram usar a descoberta para produzir energia limpa.

Nos últimos tempos, Expedito vem ganhando prêmios internacionais e ajudando a implantar centenas de usinas de biodiesel. Isso significa a perspectiva de criação



Repetia, como se fosse mantra: '' o gosto pelo conhecimento é a melhor herança que posso deixar ''


de empregos, especialmente no Nordeste, e de um recurso contra o aquecimento global.

Por trás dessa tecnologia há uma história não menos interessante sobre quem ajudou a inventar esse inventor. Chama-se José Parente, pai de Expedito - é uma criação muito mais do que biológica.

José Parente tinha 12 anos quando deixou um povoado nas proximidades de Sobral ( CE ), onde vivia, e mudou-se para Fortaleza. Era o caçula entre seus irmãos, sustentados pelo pai agricultor. Fez o trajeto a pé, sozinho, alimentando-se com o que encontrava no caminho. Tinha dois projetos: obter um emprego e entrar numa escola.

Matriculou-se para o período noturno de uma escola, mas, com o exesso de trabalho, acabou desistindo. Tentou por várias maneiras continuar estudando. Pediu ajuda a seu patrão e ouviu a seguinte frase: '' Menino pobre não precisa de escola ''.

Praticando, José Parente aprendeu as artes do comércio. Adulto, tornou-se empresário, casou, teve nove filhos, todos entraram na faculdade. Repetia algumas frases como se fossem mantras: '' o gosto pelo conhecimento é a melhor herança que posso deixar '' ou ''a maior riqueza está dentro da cabeça''

Nas conversas familiares, sempre vinham as histórias do menino de 12 anos, caminhando sozinho pelas estradas de terra, a frustração pela impossibilidade de estudar compensada pelas habilidades autodidatas. Já empresário próspero ( depois teve um banco ), José Parente tratou de ajudar aquela escola em que tentou, mas não conseguiu estudar.

Expedito cresceu ouvindo esses casos, '' Ficou arraigada em todos nós aquela reverência estava por trás de sua decisão de sair de casa para estudar, como tinha feito seu pai. '' Só que, desta vez, sem desconforto '', diz ele.

Mudou-se para o Rio, onde se formou em engenharia química e, depois, aprimorou-se nos Estados Unidos e na Europa. Voltou para o Ceará, fascinado pelo encanto dos experimentos químicos. Uma de suas criações foi a '' vaca mecânica '' para a produção de leite de soja, disseminada em centenas de cidades brasileiras.

Testou motores com álcool, mas preferiu investigar melhor o poder de plantas como o babaçu. Em 1984, um Bandeirante, da Embraer, voou de São José do Campos até Brasília, movido a bioquerosene, desenvolvido por Expedito – apesar do sucesso do vôo, o projeto foi arquivado pelos militares.

Foram necessários mais 20 anos para que levassem a sério sua experiência, agora em apreciação pelos americanos – certamente seria impossível se o inventor não tivesse como um de seus professores um menino de 12 anos, andando a pé pelo interior do Nordeste, com o sonho de aprender.


Fonte: Folha de São Paulo, 25 de fevereiro de 2007, domingo, Caderno Cotidiano.



ATIVIDADES DE LEITURA

1. Preencha o quadro abaixo com as informações pedidas:

Título do Texto / Ensinando a Voar
Autor
Fonte
Data




2. O texto de Gilberto Dimenstein reúne histórias de vidas, histórias reais de dois brasileiros. Preencha o quadro abaixo com informações sobre os'' personagens '' e suas histórias.


Personagens apresentados / Profissão / Qualidades, ações destacadas no texto

Expedito Resende


José Parente



3. Releia:


'' Por trás dessa tecnologia há uma história não menos interessante sobre quem ajudou a inventar esse inventor ''


3.1.O trecho em destaque faz referência às tecnologias inventadas pelo cientista Expedito Resende. A que inveções o trecho se refere ?



3.2. Qual é a importância dessa tecnologia ?



3. 3.3. Quem, segundo o texto, ajudou a '' inventar o inventor '' Expedito Resende ?


avatar
Gilena-Pedagoga

Mensagens : 29
Data de inscrição : 01/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum